VISITE MEU SITE

Você sabia que existem duas marcas d'água que revelam se o mandamento foi criado por Jeová ou não?? Todos os temas destacados aqui neste blogger visam confirmar Jesus como sendo aquele cujas informações são a "verdade", expondo informações opostas as de Jesus como "mentiras", independente de quem as tenha falado, temas estes que são detalhadamente explanados no meu site
Sinta-se à vontade para visitar o site, e depois comentar aqui.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Afinal de contas, o que é o pecado??

O QUE É "PECADO".

Afinal de contas, o que é pecado??
PECADOEsta é a definição dada por certo dicionário (Houaiss): Violação de uma regra; desobediência a uma norma qualquer, o que constitui em falta ou erro. O exemplo dado é o erro de Adão, o qual, o Pai Celestial definiu ser um “pecado”.
pecado
s.m. (sXIII) 1 violação de um preceito religioso 2 p.ext. desobediência a qualquer norma ou preceito; falta, erro <p. juvenis> <trabalhar muito não é p.> 3 ação má; crueldade, perversidade <é um p. acordá-lo tão cedo> 4 o que merece ser lastimado; pena, tristeza <é um p. que você não possa ficar para o jantar> 5 estado em que se encontra alguém que cometeu um pecado (acp.1) <aquela mulher vive em p.> ² p. capital rel cada um dos sete vícios relacionados pela Igreja católica (avareza, gula, inveja, ira, luxúria, orgulho, preguiça) p. original rel aquele cometido por Adão e Eva no paraíso e pelo qual todo ser humano é culpado desde o nascimentodos meus p. m.q. dos pecadosdos p. que causa espanto; extraordinário, terrível, dos meus pecados <uma desorganização dos p.>ser os p. de alguém infrm. diz-se de pessoa, ger. criança, causadora de muitas preocupações ¤ gram a) aum.irreg.: pecadaço; b) dim.irreg.: pecadilho ¤ etim lat. peccátum,i 'falta, culpa, delito, crime'

Não podemos deixar de perceber que o próprio dicionário revela o conceito quase unânime de que o filho recebe o pecado dos seus pais. Afirma-se: ... pelo qual todo ser humano é culpado desde o nascimento”.
Também não deixamos de perceber que o pecado é uma violação; que o pecado é uma desobediência; que o pecado é uma ação. O próprio dicionário assim nos definiu.

O humano toma decisões a todo o tempo. Isto é algo inerente ao humano. As árvores não tomam decisões. As sementes reagem de acordo com o que está previsto por aquele que a projetou. Os animais reagem de acordo o que está previsto por aquele que os projetou. Cada animal tem um comportamento ao qual ele está preso de acordo com o que foi projetado para ele.

Bem, então vamos observar o que aconteceu com Adão e Eva.
Depois de colocar Adão no chamado “jardim do Éden”, o Criador passou a agir como um “Legislador” e estabeleceu então uma norma que daquele momento em diante estaria valendo para Adão e para os demais que ele viesse a conhecer.
Legislador é aquele cria as leis, que cria os regulamentos, que cria as decisões judiciais, que cria as regras. É o Legislador quem determina que, isto é “fazer o certo”, e que, isto é “fazer o errado”.
Assim, ficou bem claro que é o Legislador quem define o que é e o que não é pecado.
O Legislador estipulou e falou para Adão: “Não deves comer do fruto daquela árvore. Ela é a árvore do conhecimento do bem e do mal”.
O homem foi confrontado com uma situação para a qual havia uma norma que definia que uma ação era certa e que outra ação era errada. O homem passou a conviver com esta nova realidade no seu dia a dia. A árvore estava lá e não havia nenhuma cerca visível para IMPEDIR que o homem a comesse.
O Legislador estipulou e falou ainda mais: “Se comerdes dele, positivamente morrereis, certamente morrereis”. Ficou bem claro que a morte era a penalidade pelo cometimento do “pecado”, na verdade, tratava-se de uma consequência. Isto significa que seja lá qual for o “pecado”, a penalidade e a mesma. É a morte. A consequência é a mesma, isto é, a morte. O Legislador assim o estabeleceu. O Legislador quer nos mostrar que não se deve minimizar nenhum “pecado”. O pecado é uma coisa muito séria. É exatamente por causa do pecado que a pessoa perde aquilo que ela tem de mais valioso, isto é, a vida.
Comer era errado?? Não, não era.
Comer dos frutos das árvores era errado?? Não, não era.
Comer do fruto daquela árvore passou a ser errado a partir daquele momento?? Sim, a partir daquele momento. Os animais podiam continuar comendo do fruto daquela árvore?? Sim. O Legislador determinou que, comer do fruto daquela árvore, passava a ser um pecado para o humano. A norma foi estabelecida pelo Legislador. Ele sabe o motivo de estabelecer aquela norma naquele momento.
(Gênesis 2:15-17) 15 E Jeová Deus passou a tomar o homem e a estabelecê-lo no jardim do Éden, para que o cultivasse e tomasse conta dele. 16 E Jeová Deus deu também esta ordem ao homem: “De toda árvore do jardim podes comer à vontade. 17 Mas, quanto à árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau, não deves comer dela, porque no dia em que dela comeres, positivamente morrerás.”
Assim verte a Tradução Brasileira: (Gênesis 2:15-17) 15 Tomou, pois, Deus Jeová ao homem, e pô-lo no jardim do Éden para o cultivar e guardar. 16 Ordenou Deus Jeová ao homem: De toda a árvore do jardim podes comer livremente; 17 mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás: porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
Assim verte a Tradução Almeida: (Gênesis 2:15-17) 15 Tomou, pois, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Édem para o lavrar e guardar. 16 Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente; 17 mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
O que percebemos neste instante?? Percebemos que foi o Criador quem determinou o que era um pecado para Adão. O fruto da árvore em si mesmo podia ou não trazer qualquer mal físico para quem o comesse.
O que aconteceu logo depois disto?? Bem, Adão estava obedecendo e Eva também.
O que realmente passou a ocorrer?? Até quando continuou Adão a obedecer??
Vejamos o que está registrado. (Gênesis 3:1-5) 3 Ora, a serpente mostrava ser o mais cauteloso de todos os animais selváticos do campo, que Jeová Deus havia feito. Assim, ela começou a dizer à mulher: “É realmente assim que Deus disse, que não deveis comer de toda árvore do jardim?” 2 A isso a mulher disse à serpente: “Do fruto das árvores do jardim podemos comer. 3 Mas, quanto [a comer] do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: ‘Não deveis comer dele, não, nem deveis tocar nele, para que não morrais.’” 4 A isso a serpente disse à mulher: “Positivamente não morrereis. 5 Porque Deus sabe que, no mesmo dia em que comerdes dele, forçosamente se abrirão os vossos olhos e forçosamente sereis como Deus, sabendo o que é bom e o que é mau.”
Assim verte a Tradução Brasileira: (Gênesis 3:1-5) 1 Ora a serpente era mais astuta que qualquer animal do campo que Deus Jeová tinha feito. Ela disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? 2 Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer; 3 mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. 4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis; 5 porque Deus sabe que no dia em que comerdes do fruto, abrir-se-vos-ão os olhos, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal.
Assim verte a Tradução Almeida: (Gênesis 3:1-5) 1 Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? 2 Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, 3 mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. 4 Disse a serpente à mulher: Certamente não morrereis. 5 Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal.
Aconteceu um incidente. Até então, tratava-se de uma relação dupla, uma relação entre aquele que legisla e aquele que deve obedecer. No entanto, apareceu um terceiro elemento. Este terceiro elemento apresentou uma nova informação.
Neste momento, Eva recebeu um estímulo.
Até então Eva se mantinha em uma reação em relação ao mandamento dado. O que aconteceria depois deste incidente?? Que reação teria Eva??
Reação – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss:
Reação – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: ato ou efeito de reagir; resposta a uma ação anterior; comportamento de um ser vivo manifestado em presença de um estímulo.
reação
s.f. (1720) 1 ato ou efeito de reagir 1.1 resposta a uma ação anterior 2 comportamento de um ser vivo manifestado em presença de um estímulo 2.1 movimento de opinião que age em sentido oposto ao que o precedeu 2.2 força, princípio ou tendência contrária; oposição, resistência 3 fís força de mesma magnitude mas oposta a uma outra 4 fisl modificação produzida no organismo por causa mórbida 5 pol filosofia conservadora ou contrária à evolução política e social do ser humano 6 p.met. pol força política ultraconservadora, contrária a ideias político-sociais revolucionárias 7 p.metf. pol qualquer manifestação de autoridade tendendo à tirania e à opressão; despotismo 8 quím fenômeno que se produz entre duas substâncias químicas postas em contato, com quebra e formação de suas ligações, dando origem a novas substâncias e compostos r. convergente fís.nuc reação em cadeia provocada por um nêutron, em que a quantidade de nêutrons resultante diminui com o tempo • r. de Western blot pat técnica de sorodiagnóstico que permite pesquisar proteínas antigênicas, esp. virais, ou anticorpos contra tais proteínas, us. freq. para confirmar o teste Elisar. Diels-Alder quím reação por adição entre um dieno conjugado e um dienófilo (alceno ou alcino) • r. divergente fís.nuc reação em cadeia provocada por um nêutron, em que a quantidade de nêutrons resultante aumenta com o tempo • r. em cadeia fís.nuc 1 série de reações nucleares em que um dos agentes que a produz é por sua vez produzido por uma reação e dará origem a outras e assim subsequentemente; reação nuclear em cadeia 2 fig. sucessão de fatos ocorridos sob a ação de causa e efeito • r. fotonuclear fís.nuc reação nuclear iniciada por radiação eletromagnética (fótons) de alta energia • r. nuclear fís.nuc qualquer reação em que ocorram modificações de um ou mais núcleos atômicos • r. nuclear em cadeia fís.nuc m.q. reação em cadeiar. termonuclear fís.nuc m.q. fusão nuclear etim re- + ação


Duas substâncias químicas, quando postas em contato produzem uma “reação”. O ser humano aprendeu muito com as reações químicas. Estas reações passaram a ser observadas e controladas, em face de serem previsíveis.
Quando o ser humano entra em contato com uma situação, ele também revela ter uma reação. Quando o humano se torna vítima de uma determinada circunstância, ele tem reações. Nota-se claramente que cada circunstância revela ser um estímulo. Nota-se que o humano reage a estímulos. Estas reações são previsíveis tal qual o sol nascer no dia seguinte?? Estas reações são definitivas?? Podem haver reações diferentes do mesmo humano na mesma circunstância?? O humano pode negar-se a reagir?? O humano pode controlar suas reações??
Estímulo – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: aquilo que anima, que incita à realização de algo. É sinônimo de incentivo.
estímulo
s.m. (sXV) 1 ponta aguda de objeto que pica; aguilhada, aguilhão, pua 2 fig. aquilo que anima, que incita à realização de algo <o aluno precisa de e. em seu aprendizado> 3 fig. sentimento da própria honra, dignidade, valor <indivíduo sem e.> 4 fisl qualquer agente que provoque uma reação motriz, glandular, funcional ou metabólica em um órgão receptor ou tecido excitável <e. olfativo> 5 psic parte do mundo exterior de complexidade variável, cuja mudança qualitativa e/ou quantitativa gera reações correspondentes, proporcionais aos graus e tipos desta mudança, e capazes de serem distinguidas quanto à qualidade e quantidade e. condicionado psic aquilo que originalmente era neutro e ineficaz para uma dada resposta, e que, através de condicionamento, tornou-se capaz de gerar aquela resposta etim lat. stimùlus,i 'aguilhão; incentivo' sin/var ver sinonímia de inspiração e repto ant desestímulo par estimulo(fl.estimular)




No caso do primeiro casal, houve um estímulo, estímulo dado através de uma informação.
Bem, e o que ocorreu depois desta nova informação dada a Eva?? Como reagiu Eva depois deste estímulo??
Bem, vejamos o que está registrado: (Gênesis 3:6) 6 Conseqüentemente, a mulher viu que a árvore era boa para alimento e que era algo para os olhos anelarem, sim, a árvore era desejável para se contemplar. De modo que começou a tomar do seu fruto e a comê-lo. Depois deu também dele a seu esposo, quando estava com ela, e ele começou a comê-lo.
Assim verte a Tradução Brasileira: (Gênesis 3:6) 6 Viu, pois, a mulher que a árvore era boa para comer, que era uma delícia para os olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do fruto dela e comeu; deu também a seu marido, e ele comeu.
Assim verte a Tradução Almeida: (Gênesis 3:6) 6 Então, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, comeu, e deu a seu marido, e ele também comeu.
Bem, eles comeram do fruto daquela árvore. Depois daquela informação os humanos reagiram, ou seja, decidiram tomar uma ação.
Jeová afirmou que Adão escutou a voz de sua mulher, ou seja, deixou-se convencer por sua mulher, deixou-se levar pela informação e pela ação da mulher. A mulher também deixou-se convencer, isto é, deixou-se levar por uma nova informação.
O pecado de Adão foi “comer do fruto de uma árvore”, ato que o Criador afirmou antecipadamente que ele não devia fazer. Adão fez algo para o qual havia uma proibição para ele. Foi-lhe avisado que praticar determinada ação era um pecado. O pecado de Eva foi “comer do fruto de uma árvore”. Eva fez algo para o qual havia uma proibição para ela e que ela era sabedora disso. A ordem era: “Não deves comer”. Ficou bem claro: Houve a violação de uma norma.
Havia uma ordem para não fazer. O pecado de Adão foi a desobediência, POIS ele estava ciente da regra.
O HUMANO FOI INFORMADO QUE ALGO ERA PECADO ANTES DELE PRATICAR TAL AÇÃO.
DESOBEDECER – Esta é a definição dada por certo dicionário (Houaiss): não obedecer, recusando-se a acatar ordens, comandos ou o que foi estabelecido em forma de leis, preceitos.....
desobedecer
v. (sXIV) t.i.int. não obedecer, recusando-se a acatar ordens, comandos ou o que foi estabelecido em forma de leis, preceitos etc. <d. aos pais> <d. às regras> <haveria severas penas para os que desobedecessem> ¤ gram a) a respeito da conj. deste verbo, ver -ecer; b) o obj.ind. lhe só se refere a pessoas, para outros casos, usam-se as formas a ele(s), a ela(s) ¤ etim des- + obedecer ¤ sin/var ver antonímia de aceitar e sinonímia de infringir ¤ ant cumprir, obedecer; ver tb. sinonímia de aceitar e antonímia de infringir
Para haver obediência ou desobediência tem de haver uma ordem, uma determinação.
DESOBEDIÊNCIA É UMA AÇÃO VOLUNTÁRIA.
TENDO ADÃO OBEDECIDO A ESTA ORDEM, RECEBERIA COMO PRÊMIO UMA VACINA CONTRA O PECADO, TORNANDO-SE IMUNE” AO PECADO?? 

Adão recusou-se a acatar uma ordem que lhe havia sido dada. Esta ação pessoal de Adão é definida como pecado.
Paremos para pensar um pouco. Afirma-se que o humano recebeu de Adão a INCAPACIDADE de viver sem pecar.
Ora, se o filho de Adão não tem a capacidade de viver sem cometer pecado, como ele poderia ser condenado por ter cometido pecado?? Ora, se ele está INCAPACITADO, por que seria condenado em face de sua INCAPACIDADE??
O que estão afirmando em relação ao Pai?? Afirma-se que o humano é INCAPAZ de viver sem pecar. Afirma-se que o humano recebe esta INCAPACIDADE de seus antepassados. Depois afirma-se que o Pai pede aos humanos que eles façam algo que eles não têm a CAPACIDADE de fazer. Depois afirma-se que o Pai punirá severamente todos os filhos que não conseguirem fazer o que Ele pede.
De forma adicional, afirma-se que o Pai abençoará alguns, que embora também não tenham a CAPACIDADE de fazer e não façam, mesmo assim serão abençoados.

Será que só a ação é um pecado??

Leia mais sobre este assunto em 

3 comentários:

JDimas disse...

...sabe-se que a toda ação há uma reação, portanto todo mal, toda dor , tudo enfim de bom ou ruim é reação a uma ação boa ou má. Assim vamos acertando e errando até que aprendamos a agir, preferencialmente no bem e sendo felizes por termos entendido que Deus criou as Leis imutáveis, porém criou o Homem "perfectível"!

Ednilson Sacramento Silva disse...

Pode-se aprender sobre o certo e o errado sem errar??

Ednilson Sacramento Silva disse...

Em relação ao pecado, o Pai afirma que a ação é um pecado, que a palavra é um pecado e que o sentimento é um pecado.
O que dizes sobre isto??